top of page

Resenhas sobre "A fantasia da família distante"

Com uma linguagem poética e repleta de musicalidade, a obra apresenta um narrador inusitado: um cachorro, membro de uma família comum composta por Carlos, Cecília e seus três filhos, Clarice, João e Graciliano. Com sensibilidade, o narrador descreve todas as emoções experimentadas pela família a partir do momento em que recebem a notícia da vinda de familiares para resolver um problema. Angustiados e sem saber como se comportar diante da triste notícia, prometem esquecer o assunto; contudo, todos continuam aflitos em busca de respostas para as dúvidas que persistem. Quando de sua chegada, novas emoções vêm à tona e juntos, pai, mãe e filhos, conseguem prestar uma linda homenagem ao membro da família que enfrenta um momento difícil e delicado. O livro é uma homenagem à literatura brasileira e também uma história de laços familiares, amizade, solidariedade e esperança. As ilustrações delicadas e divertidas, de traços soltos e aquarelados, dão leveza à obra e guiam o olhar e a narrativa através de um fio vermelho.

Ana Paula Oliveira, Cátedra PUC-Rio | 2016

 
A fantasia da família distante, de Stella Maris Rezende Isabela Lapa
Quem acompanha o blog já sabe que sou fã de literatura infantil e amo os livros da Stella Maris Rezende, que escreve com a alma e encanta os leitores ao mesmo tempo em que ensina grandes e importantes lições. Então é com muita alegria que faço esse post para contar um pouquinho do livro A Família Distante, lançado pela Globo Livro e ilustrado pelo francês Laurent Cardon. Com uma linguagem poética e repleta de musicalidade, característica comum em todos os livros da escritora, a obra apresenta um narrador muito especial: o cachorro, membro de uma família composta por pai, mãe e três filhos. Com o seu olhar puro e sensível, ele descreve todas as emoções experimentadas pela família a partir do momento em que receberam a notícia de que um familiar que morava em uma cidade distante e estava com a saúde debilitada iria visitá-los para fazer uma cirurgia. "Na alma estava escrita uma amizade. Como esquecer aquele assunto?" Angustiados e sem saber como comportar diante da triste notícia, eles prometiam esquecer o assunto, contudo, como algumas coisas não saem da nossa mente, todos continuavam aflitos e em busca de respostas para todas as dúvidas que insistiam em ir e vir. Quando finalmente os familiares chegaram, novas emoções vieram à tona e juntos o pai, a mãe e os filhos conseguiram prestar uma linda homenagem ao membro da família que enfrentava um momento difícil e delicado. Apesar de ser uma história curta, todos os personagens são bem caracterizados e a escritora dedica alguns parágrafos para falar um pouco sobre cada um deles, fazendo com que eles se tornem próximos do leitor. Entre todas as caracterizações, destaco a do pai: "O pai, claro enigma, era a falta que ama, o observador no escritório, o avesso das coisas. Na cadeira de balanço, amava cada mistério do brejo das almas. Sentia que era preciso continuar sonhando com os dias lindos, porque dentro dele havia o sentimento do mundo." Sem dúvida um livro incrível para presentear os pequenos. Narrativa sensível, que fala sobre amor, companheirismo, amizade, união e família. Um livro que mostra que não é preciso muito para confortar alguém. Na verdade, pequenos gestos valem muito e mudam verdadeiramente a rotina daqueles que estão enfrentando momentos difíceis. Espero que gostem e aproveitem a dica! Tenho certeza que vocês vão amar (e os pequenos mais ainda)... É importante frisar que além da história maravilhosa, o livro também se destaca pelas ilustrações delicadas e que representam muito bem as emoções e os sentimentos dos personagens. A verdade é que a edição está simplesmente linda!

Universo dos leitores | Postagem: A fantasia da família distante, de Stella Maris Rezende | 4 de maio de 2016

Disponível no Universo dos leitores

 

Commentaires


bottom of page